©2019 BY CHEFE DE PAPINHA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

CHEFE DE PAPINHA É UMA MARCA REGISTRADA.

Introdução alimentar tem que ser prazerosa

05.04.2018

Quando você pensa na introdução alimentar do seu filho, qual pensamento passa pela sua mente? Alegria? Medo? Ansiedade? Frustração? Desespero?

 

É comum a gente ficar ansiosa e cheia de expectativas quando o filho vai começar a comer. Bate também um certo receio de “fazer algo errado”. Afinal, são tantas informações em tantos lugares, que a gente meio que perde a conexão com nosso instinto materno para viver esse momento.

 

Esse sorriso representa exatamente o que a introdução alimentar tem que ser: gostosa, divertida, prazerosa. É uma fase de descobertas, de experimentações, de BRINCADEIRA. Não é hora de comer, ao menos ainda não. É hora de APRENDER A COMER.

 

Veja, você pode definir hoje no calendário o dia que seu filho vai começar a engatinhar? Não. Mas a partir de uma certa idade e de sinais que o bebê demonstra você começa a estimular e incentivar seu filho, colocando-o no chão, no tapetinho, perto dos brinquedos. Ele testa, se arrasta como minhoquinha, faz movimentos de vaivém. E quando ele se sentir pronto, ele engatinha.

 

É exatamente assim com a introdução alimentar. Quando o bebê chega aos 6 meses e mostra sinais de prontidão, você começa a oferecer os alimentos. Coloca no alcance dele. Ele vai pegar, amassar, tentar levar à boca, cuspir. E quando se sentir pronto, vai comer.

 

Então, nada de apressar esse momento ou ficar tensa. Respira fundo e CURTA. Porque ele vai curtir também.

#chefedepapinha #introduçãoalimentar #blw #participativo#bebêprotagonista

 

 

Please reload

Nossos Posts Recentes

Please reload

Categorias

Please reload

Nosso Insta @chefedepapinha